Papo cabeça

Estou cansado de ouvir "papo cabeça".
Todo santo dia...segunda, terça, quarta, quinta, sexta...
USP, Ônibus, Jardins, Paulista, Centro, Jaçanã...
Conversas diversas que ouço e que eu mesmo converso...
Papos sobre o professor tal, a matéria tal,
Conversas de intelectual!
Sobre política, sobre moral,
Sobre economia, cultura, lazer,
Pensamento filosófico, física.
Artes, história, geografia, biblioteconomia.
Chega de "papo cabeça"!

Quero ouvir falar das outras coisas da vida...
Dos amigos, das festas, dos amores, das viagens...
Quero papo inútil para passar o tempo!
Quero ouvir bobagem para me sentir que,
Ao menos um pouco estou vivendo num mundo onde, se vive,
e não se sobrevive, atulhado pela política e a burocracia.

(Luifel)

A vida é um pisca-pisca...

"-- A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem para de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos -- viver é isso. É um dorme e acorda, dorme e acorda, até que dorme e não acorda mais.[...] A vida das gentes neste mundo, Senhor Sabugo, é isso. Um rosário de piscados. Cada pisco é um dia. Pisca e mama; pisca e brinca; pisca e estuda; pisca e ama; pisca e cria filhos; pisca e geme os reumatismos; por fim pisca pela última vez e morre.
.
-- E depois que morre? - perguntou o Visconde.

-- Depois que morre, vira hipótese. É ou não é? "
.
(Exerto de "A chave do tamanho", Monteiro Lobato)
.
Crédito da Figura: Visconde de Subugosa, desenhado por André Koehne, by Wikipédia.

A Dificuldade, cria a oportunidade...

Meus caros,

Mais uma semana se passou rapidamente e já estamos no final do mês. Estava pensando do que falaria, e escutei algo que fala sobre as dificuldades e os seus benefícios já que tenho desabafado aqui meus questionamentos e dificuldades. Às vezes, parece absurdo pensar que as dificuldades nos trazem benefícios, mas, quero dizer para vocês hoje esta verdade: a partir da DIFICULDADE cria-se a OPORTUNIDADE. E o que é essa oportunidade? O seu crescimento, seu amadurecimento. Pense que podemos transformar uma dificuldade, em uma oportunidade e tanto. Já pensou que a dificuldade pode ser uma coisa boa? Eu não estou louco! Leia o que segue abaixo, é o que ouvi num programa de rádio:

A ostra, vive no fundo do mar, e para se alimentar dos plânctons tem q se abrir para absorver estes organismos que estão presentes na própria água, acontece que algumas vezes ela acaba engolindo um grão de areia, e este grão de areia acaba agredindo a delicada estrutura da ostra, porém ela não consegue expelir o grão porque não tem força para isso, mas o que ela faz? Graças a este grão de areia, a ostra se adapta, e procura conviver da melhor forma com este incomodo e o grão de areia que a agride, transforma-se numa pérola, que nós pagamos milhares de dólares para ter”.

Vocês já pensaram que pagamos milhares e até milhões de dólares por uma pérola que não é nada mais do que o processo de adaptação, aceitação e superação de um sofrimento para uma ostra? Quantas dificuldades que se forem bem trabalhadas por nós podem ser transformadas em pérolas na nossa vida? Existe um grande homem na história do Cristianismo, Francisco de Sales, que é chamado de 'Pai da Mansidão', ele dizia o seguinte:

“Anime-se e transforme os problemas em matéria para seu progresso e maturidade”
+++++++++++++++++++(São Francisco de Sales)
+
Termino, me questionando e concluindo o seguinte: PROBLEMAS, TODOS TEMOS, O DIFERENCIAL É COMO LIDAR COM ELES!

Crônicas da Vida Cotidiana

Comédia da vida profissional...Trabalhando também nos divertimos...

Terça-feira, perto da hora do almoço...

Secretária: Saul, seu irmão ligou...shai...
Estagiário: Shaib.
Secretária: Mas vocês também...vocês são judeus?
Estagiário: Não...Os nomes são assim...Saul, Samir, Shaib...
Secretária: Samir é muçulmano...
Estagiário: Árabe!
Secretária: Saul é judeu, num é?
Estagiário: Hebraíco! Nossos nomes são: Samir, Saul, Shaid.
Secretária(exclama) : Alelluia!

Fato verídico ocorrido, num passado não tão distante....

E algum veneno antimonotonia!

É estranho pensar assim, mas estou numa fase ‘dark’ da minha vida! Queria estar vivendo algo diferente! Entro ainda na situação do NOVO.

O novo, este algo que sempre nos surpreende, porém ele trás consigo primeiramente um sofrimento e depois ele começa a sua redenção trazendo-nos algo de bom! Eu estou passando por esse novo, mas acho que agora é a ‘fase-sofrimento’ desse novo tempo! Hehehehe

Queria que pudessem inventar uma vacina pras nossas dores. Uma vacina que me poupasse dos dias que me soam tão tristes e tediosos!

Uma vacina que me preservasse da dor que as perdas que aconteceram e vem acontecendo em minha vida, uma vacina contra dor de falta de amigo, ou até mesmo contra dor de falta de um amigo presente em que se possa confiar o meu melhor e o meu pior...

Uma vacina contra a dor, contra a dor que nos motiva a tantas coisas! Quero uma vacina contra o tédio, a desilusão, a tristeza, a solidão, a monotonia...

Uma vacina contra os pensamentos que me ocorrem, que insistem em tirar meu sono e em fazer com que eu queira escrever e dizer, sem parar, as tantas coisas que ficam engasgadas sobre a vida dentro de mim!

E algum remédio que me dê ALEGRIAAAA!

Porém escrever me alivia a alma, é única vacina que encontrei contra todas essas ‘doenças’ que tenho, contra a instabilidade da vida. Porém ainda me falta o remédio que me dê alegria...

Eu queria ter uma bomba
Um flit paralisante qualquer
Pra poder te negar
Bem no último instante
Meu mundo que você não vê
Meu sonho que você não crê...

(Eu queria ter uma bomba, Cazuza)

Imperfeito! – ‘Level Two’

Já que na vida as coisas não são como queremos que elas sejam então é melhor esperar que elas melhorem, pois a esperança é a ultima que morre!

:p

Imperfeito!

Esta semana foi ruim pra caramba!
+
Nada de interessante pra fazer e ter que suportar umas porras de usuários infelizes que não entendem que só se pode prestar um serviço quando o que ele pede está de acordo com o que temos disponível, mas estamos num mundo de pessoas ignorantes, quiçá, intolerantes e fazer o que diante disso? NADA! Calar a boca faz bem e conserva o emprego! Hehehehe
+
Mas, apesar de tudo, sempre, tem os amigos pra salvar! Posso dizer que a maioria dos meus amigos já estão longe e as vezes me sinta meio só, porém é bom lembrar que abrir-se ao novo é fantástico também! O foda é viver esse novo, caminhar nesse caminho novo!
+
Ontem, apesar do paradoxismo do novo pude ter um momento 'diversão' e deixar a minha chatice de lado! Saímos e fomos tomar açai num bar bem badalado por aqui, ouvindo Capital Inicial! Tudo quase perfeito, mas ainda me falta algo e eu então me pergunto: Porque tudo é sempre imperfeito?
+
Bom, deixa pra lá!
+
Segue um pensamento, que recebi no meu primeiro ano de faculdade, quase 3 anos atrás...
+
+
“QUEM É O CEGO? O HOMEM QUE NÃO PODE VER UM MUNDO NOVO”.
(pensamento indiano)

Meus detalhes bizarros...

Resolvi contar algumas das minha atitudes bizarras, afim de ser desmistificado. Eu acho muito massa saber que não sou tão "perfeito'' assim.... hehehehe

*Gosto de estar acordado cedo, mas não acho assim tão prazeroso acordar cedo;
*Normalmente termino feriados entediado;
*Sou chato com arrumação, mas sempre estou com algo bagunçado;
*Já namorei pela internet (e sim, já fiz "sexo virtual");
*Já fui ajudar um cego na rua e pra minha surpresa, o cego foi a um puteiro;
*Me sinto velho (mesmo tendo 22 anos);
*Quase nunca penteio o cabelo;
*Pensei em me formar em História;
*Pensei em me formar em Jornalismo;
*Pensei em me formar em Análise de Sistemas;
*Mas estou estudando Biblioteconomia;
*Não tenho uma banda predileta;
*Não sei nada de um monte de coisas;
*Não sei nada de um monte de coisas, mas sei que por vezes é um saco falar comigo;
*Eu evito ser arrogante;
*Eu acredito que é possível viverem todos em harmonia;
*Sou um tanto pervertido, mas procuro não me lembrar disso;
*Música tem uma influencia bizarra no meu humor;
*Eu falo sozinho, pra caramba;
*Quando gosto de uma música escuto a exaustão;
*Tô cansado de ouvir música,mas nunca ando sem o meu MP3;
*Adoro ler, mas raramente termino de ler um livro sem ter começado outro;
*Antes de dormir eu quase sempre repasso todo o meu dia e vejo o que podia ter feito melhor;
*Não dou a mínima pra marca, mas normalmente coisas de marca ficam melhores em mim :p;
*Sou ambicioso;
*Já sonhei que estava transando com as minhas amigas (nem sou tão santo assim...:p);

*Já contei uma "mentira sincera'' pra ocultar que eu estava transando escondido;
*Sou uma pessoa imperfeita e estou feliz pra caramba com isso!


... por hora é isso que eu lembro! :p

Bibliotecário tem sucesso?

Nestes tempos estive lendo um site que dizia que todos os bibliotecários famosos ficaram famosos não por serem bibliotecários, mas por sua segunda atividade, como ser escritores, políticos, matemáticos, enfim, qualquer outra ocupação que não o exercício da profissão de bibliotecário.

Afinal de contas... bibliotecário, sendo bibliotecário, nunca vai obter sucesso? Descobri que não, existem casos bem sucedidos de bibliotecários que por seu brilhantismo na profissão alçaram cargos elevados. Um caso famoso descobri na minha ultima formação sobre História da Igreja. Minha surpresa foi descobrir que o Cardeal Achille Ratti (futuro papa Pio XI), era bibliotecário da Biblioteca Ambrosiana, em Milão e pelo seu excelente trabalho, ascendeu a vários cargos na Cúria Romana e conseqüentemente ao Solo Pontifício pelo seu brilhantismo. Vale citar o que encontrei no meu livro de formação:

"Esse bibliotecário, que os livros não haviam esclerosado [já que fora eleito papa aos 65 anos] - o padre Ratti era um alpinista consumado - revelou-se desde o início, um grande pontífice (...) sensível a todos os progressos [científicos da humanidade]" (PIERRARD, Pierre. História da Igreja. São Paulo: Paulus,1982) (acréscimos entre colchetes, meus)

Enfim, apesar de tudo ainda é possível ter sucesso sendo bibliotecário. Realmente ainda não encontrei exemplos laicos, mas vou buscar e postar... ainda teremos orgulho de ser bibliotecários. Por que não tentamos nós mesmos sermos um deles?

P.S.: Ju e Ronni, vocês que já são bibliotecários, já é tempo de ser famoso sendo bibliotecário, huahuahua

P.S.2: Mi, Ju (da biblio), Estela e Lu, vocês que como eu estamos em formação para sermos bibliotecários, ainda é tempo de mudar... Será que queremos isso mesmo? Huahuahuahua... Boblotecários sem futuro? Será?

Crédito da Figura: O Bibliotecário e Cardeal - Achille Ratti - Papa Pio XI, desconheço o autor

Vida louca vida!

E aí pessoas!

Fotos diversas, diversas coisas acontecendo ao mesmo tempo comigo. Não consigo expressar de alguma forma satisfatória a loucura que eu estou vivendo, mas estas fotos procuram de modo ínfimo expressar a grande bagunça que estão os meus pensamentos.

Estou vivendo em verdadeira guerra interior! Paradigmas são quebrados, novos são criados. Arrependimento, dor, espera, alegria, tristeza, coisas sem explicação, enfim, tudo está realmente muito louco, parece que estou passando por uma catarse.Enfim, espero voltar ao normal logo!

As vezes a vida é meio louca não é?

Até mais!

In status nascendi

Uma vez, esse blog havia nascido, mas logo morreu, porque não foi alimentado das digressões do seu escritor. Mas agora ele resolveu voltar! E aqui está novamente o blog.

Esse blog se propõe a ser um pouco do que ronda nessa mente desse jovem, sim, desse jovem: universitário, aspirante à bibliotecário subversivo (no bom sentido, seria melhor dizer, revolucionário na profissão), estágiário, pobre, cosmopolita... às vezes chato, sempre amigo, divertido, às estressado e murmurador, mas enfim, gente boa!
----
Esse blog se proporá a ser um espaço de discussão de qualquer assunto que os leitores quiserem discutir. Lembro que tudo o que estiver escrito nesse blog tem certamente aquilo que penso sobre determinado assunto, até mesmo bobagens podem ser vistas aqui. Por favor, aqui é um espaço para ''desopilar'', desestressar...

Esse blog quer ser um momento 'Rrá!' Na vida de todos os leitores, que serão certamente alguém que tenha alguma dessas características, seja ela qual for.