Vésperas de Domingo


Uma xicará de café com leite, pouco sono, muito tédio, olheiras profundas... Falo comigo mesmo:

- Estou cansado dessa vida de vagabundo, segunda-feira, arrumo um trabalho!

Nessa noite, não fui à balada. Na verdade precisava cuidar das minhas decisões. É incrivel como sou decidido quando quero, isso acontece raramente, normalmente sou indeciso e deixo tudo pra lá. Minha mãe me diz que sou igual ao meu irmão mais velho, a minha avó paterna diz que sou igual ao meu pai, mas, caralho! Eu num sou uma pessoa única, sou igual a todo mundo que me antecedeu?

Minha mãe está na sala ouvindo música e lendo. No rádio, toca Elis..."Ainda somos os mesmos e vivemos, como nossos pais."

(Mais um da série ''contos''... Só lembrando, conto fictício. AbRrá)

10 commenti:

Luiz Guilherme { 28 de julho de 2008 22:24 }
Exemplos, eles ensinam as pessoas muito mais do que qualquer professor, muitos paradigmas sociais são familiares e difíceis de serem rompidos...

Alguns nascem com sorte, em famílias boas de boa índole, honestas, mas alguns infelizmente não conseguem fugir da grande massa de pessoas corruptíveis...

É a tristeza de nossa espécie, viver os ciclos de nossos ancestrais... Por isso que a evolução biológica demora milhares de anos, igual a evolução social...
Pedro { 29 de julho de 2008 18:09 }
Crescer é complicado...
Talvez eu conte... um dia. { 29 de julho de 2008 18:34 }
Sempre odiei que as pessoas me comparassem com quem quer que fosse... bom ou nao!
A verdade é que cada um tem que ser o que quer...


Mas olhaaaaaaa, seu espertinho, assume que tu leste os meus recadinhos antigos! ahahhahaah
Ah, é Polly! 2 L's... sou chique, benhê!

beeeijos
Janete Andrade { 29 de julho de 2008 19:53 }
o conto pode ser fictício, mas é a minha vida real! :|
simplesmente um téédioo. ;x

:**
carla m. { 30 de julho de 2008 01:38 }
somos únicos, mas como nos definir sem nos comparar?!


beijão!
Dani { 30 de julho de 2008 09:28 }
Pq existem contas pra pagar hein? tudo deveria ser no escambo...
rsrsrs
Bjs
Vinícius Aguiar { 30 de julho de 2008 10:29 }
Repito... isso não é nem um pouco fictício... NÃO MESMO!!
heheheheheha
abç!
Leonardo Werneck { 30 de julho de 2008 11:00 }
Somos feito nossos pais, entendemos isso quando temos filhos.
Camila { 31 de julho de 2008 13:23 }
Pais são espelhos querendo nós ou não!
Para mudar tal sina é preciso muita força de vontade.
Beijo
=)
Míope { 1 de agosto de 2008 20:06 }
Crescer é complicado... [2]

É incrível como a bagagem pesa.

Abç!