Cinestesia urbanóide

(Ao som de Roda Viva, Chico Buarque)

Caminhava na Paulista e observava as pessoas, um mundo de diversidades! Eram os cults com camisetas de universidades, os executivos sisudos que saiam com seus ternos e suas malas, os hare khrishna que batucavam caminhando pela avenida, os hippies vendendo seus artesanatos. Homens e mulheres, beijos e abraços, risos e lágrimas.

Caminhava e observava. De tanto observar começou a sentir... a rebeldia dos jovens, seu vigor, fervor, sua juventude e seus nobres ideais tomaram o seu coração. De repente, não era mais ele... Era um deles e conversava sobre Marx... Como seria bom se a nossa sociedade fosse diferente, mas, não é e estamos vendidos para a prostituta do Capitalismo norte-americano.

Caramba! Amanhã tenho reunião com os diretores daquela empresa alemã. Não posso me esquecer de pedir à minha secretária que me entregue aqueles relatórios. Preciso conseguir esses clientes para a empresa senão estou com a corda no pescoço. Esses jovens, como era bom ser assim como eles...Bons tempos!

Como o mundo esta preso demais as coisas materiais. Esse prédio, aquele homem, aquelas roupas de marca, Armani, aquele carinha lá com aquele Rip Curl ou sei lá o que... Que importa tudo isso se eles não são livres! Nirvana, nem sabem que é isso...

- Senhor, qual o seu pedido?
- ...
- Qual o seu pedido? Vai de Big Tasty hoje?
- ...
- Batata grande? Tortinha de maça ou sundae como sobremesa?
- ...
- Senhor?

[A atendente o chacoalha]

- Hããã?!.. Ah,Quero um número um com batata grande!

10 commenti:

carla m. { 16 de outubro de 2008 14:54 }
Somos tantos né amigo?! E ao mesmo tempo somos vazios, quando pensamos em o que acreditar.

Dizem que é um mal da humanidade nos nossos tempos, tantas possibilidades de pensar diferente. às vezes tenho medo que tenhamos um tilt qualquer.

Por outro lado, que saco se não fosse assim!

beijocas
PULCRO { 16 de outubro de 2008 23:09 }
Deixo uma pergunta pra você: o mundo já não é um vazio?


http://www.pulchro.blogspot.com/
Janete Andrade { 17 de outubro de 2008 10:35 }
as pessoas de hoje são tão vazias!
Thiago { 17 de outubro de 2008 10:55 }
é um mundo vago.
Welker { 17 de outubro de 2008 22:38 }
Fato é que a juventude está morta. MTV é o câncer. Já é tarde para tentar uma cura. Além do mais, capitalismo é tão constante que é até acostumável...

Bom, os remanescentes que, mesmo bombardeados com tal cultura, continuam como estão podem se deleitar com discussões e posts sobre o assunto.

Ah, te linkei também... sempre que der, eu tô aqui.
Clecia { 18 de outubro de 2008 11:12 }
Pois é,amigo, as pessoas estão dando cada vez mais importância a coisas materiais. Esse é o sentido da vida? Bjos e um lindo fim de semana!
FOXX { 18 de outubro de 2008 11:34 }
hauahauhauahauahua
adorei! principalmente o final!
Palavras de um mundo incerto { 18 de outubro de 2008 21:22 }
Nem sei o que mais fazer com "tanta maluquice".

Abs e bom domingo!!!



Marcos Seiter
Ana { 18 de outubro de 2008 21:33 }
Ainda existe quem converse sobre Marx sem ser na aula de Sociologia ou Filosofia?

É, que bom que sim.

Domingo bonito pra você, viu?
Quase Trinta { 19 de outubro de 2008 16:18 }
Somos tantos, tão iguais e tão diferentes...
Difersidade em pensamentos, culturas, cárater