Sobre as ideologias e o sonhar...


"Ninguém mais quer sonhar..."
(Bob Dylan)

Estavamos esses dias discutindo na faculdade sobre a falta de ideologias atualmente e o desaparecimento ou enfraquecimento das que existiam anteriormente. Concluimos que a ausência de ideologias tem sido um verdadeiro câncer para o homem moderno. Filosofia barata de universitário, eu sei disso.

Infelizmente, apesar de o que discutimos ser 'filosofia barata' ela tem seu fundo de realidade. Hoje o homem tem se tornado apático, tem perdido sua vitalidade e tem se acomodado, e cada dia mais sofre com as mazelas humanas.

Antes, os sonhos e as ideologias faziam o homem buscar algo e tentar mudar. Hoje, sob a prerrogativa de estarmos sendo racionais não mais idealizamos nada. As ideologias geram no homem espectativas e sonhos, os quais já não existem hoje.

Assistimos à derrocada do socialismo e de diversas outras ideologias e não mais aceitamos as ideologias. Em consequência, vamos nos tornamos dia-a-dia mais céticos, por fim deixamos de sonhar. E a sabedoria popular diz que quem não sonha, morre. Infelizmente estamos morrendo, masserados pelas nossa mazelas e dores. Os racionalistas dizem que sonhar é alucinógeno, é alienante, é ópio. Porém, a razão, não tem aliviado as dores dos homens, que tem cada dia mais aumentado o câncer da descrença e da desilusão que anda nos masserando, massacrando, esmagando dia após dia.

Penso que o sonho até possa ser talvez, uma endorfina da realidade, mas desconheço outro caminho para aliviar a dor de um doente de câncer que não a endorfina. É claro que cancêr se acaba com quimioterapia ou cirurgia, mas, infelizmente alguns dos cânceres existentes na humanidade são coisas necessárias para a sua manutenção, infelizmente! Ficar sofrendo inutilmente, já que esta dor é necessária ou procurar aliviar a dor?

Eu prefiro usar a endorfina do sonho para aliviar as dores, já que algumas destas são necessárias para a manutenção da sociedade. Prefiro viver sob a endorfina do sonho do que tentar enfrentar sem sucesso as dores dessa realidade masserante e opressora que fazem do homem um ser cada dia mais frio, amargo, descrente e infeliz.

Tudo isso é uma grande utopia, verdade! Porém excesso de realidade também mata, e eu quero viver!

14 commenti:

Quase Trinta { 11 de novembro de 2008 16:10 }
Concordo contigo, excesso de realidade mata. O sonho é que nos move.
Welker { 11 de novembro de 2008 19:29 }
Sabe, eu acho que o homem está deixando de idealizar por simplesmente não ter mais o que idealizar. Ao olhar para o passado, o homem de hoje sente-se na obrigação de fazer o que antes fizeram, mas por mais que tentarem ser como antes foram, não conseguirão voltar às origens. Obviamente, nada do que eu disse pode ter feito algum sentido, já que eu me empolgo nesse tipo de divagação... hehehe... desculpa qualquer coisa.
Tatah Marley's Confissões { 12 de novembro de 2008 14:12 }
Acho os sonhos importantes, mais com um certo limite.
assim como excesso de realidade faz mal, viver totalmente nas nuvens faz com que quando se cai, o tombo seja mais alto.
Janete Andrade { 12 de novembro de 2008 15:32 }
o pior de tudo isso é que nos acostumamos com tudo isso... não sonhamos mais, não acreditamos mais em nada, perdemos esse dom de acreditar nas coisas!

*;
Palavras de um mundo incerto { 12 de novembro de 2008 21:39 }
Eu me pergunto sempre quando conheço seres que são "sem noção" de algum fato importante "O que essa criatura pensa da vida?".

Quando vai vir respostas humanas para as questões da vida.

Abs irmão!!!


Marcos Seiter
carla m. { 13 de novembro de 2008 16:29 }
eis o problema: os excessos. Me lembra que não há sonho que não seja desejo de realidade amigo!

beijoca
Camila Mejolaro { 13 de novembro de 2008 20:26 }
Exato! Sonhos e Mais Sonhos!

O ser humano está longe da perfeição, afinal, não há reflexão sobre o momento!
Filosofias e ideologias! Todos deveriam atentar - se a isso!
Excelente texto!
Leonardo Werneck { 13 de novembro de 2008 20:49 }
Concordo em genero, número e grau!
Identidades Fragmentadas { 14 de novembro de 2008 20:13 }
Palavras sempre que postas são expressas na busca pela maior eligibilidade e força.
Valeu por passar pelo blog
Camila { 18 de novembro de 2008 08:37 }
Sabe... eu gosto de utopias!
Elas fazem meu mundo melhor!
=D

Saudade de você e de te ler!

Beijo
Clecia { 18 de novembro de 2008 12:04 }
Oi, Luifel!Obrigada pela visita!Ando em falta contigo, né? Mas é falta de tempo mesmo.Uma correria só por aqui! Afe!Adorei o post!Concordo com você. O homem anda muito apático, salvo algumas exceções. Vejo em meus alunos essa apatia. Embora tente sacudi-los, vejo que já não há mais homens como antes. O sonho é mesmo o que move o mundo. Sem ele o que seríamos? Bjos e tudo de bom!
Kazuo { 18 de novembro de 2008 22:50 }
Acredito que novas ideologias já existam, já não se trata apenas de política ou a busca por uma nova alternativa ao capitalismo, mas estão com uma nova visão, as ideologias estão pulverizadas em diversos assuntos.

O sonho é o combustível da insaciável alma humana.
Ton Ton { 22 de novembro de 2008 14:17 }
Olha, eu discordo. Todos acreditamos em algo, acreditamos implicitamente em que a sociedade pode mais, por isso acreditamos que as ideologias se foram.
Elas estam encapsuladas em algum lugar, esperando o momento de voltar... O menor estopim bota fogo na fogueira...
E a esperança sempre vence o medo,
Acho que o exemplo pode ser a Índia colonial, 100 mil controla 300 milhões, sem esperança, sem ideologias.
Lucimeira { 3 de dezembro de 2008 23:12 }
Nossa, Lu, tenho perdido muita coisa rsrs não lendo seu blog...adoro as digressões né!!!!
Opa virei mais aqui com certeza!
bjs
LHISS