Uma viagem de autoconhecimento...


"A verdadeira viagem do descobrimento não consiste em
ver novas paisagens, mas em ter novos olhos."

(Marcel Proust)

Apesar das esperanças que se renovam no começo de um novo ano, tenho estado frustrado com a falta de perspectivas de futuro que tenho e também porque existem algumas coisas que eu gostaria que fossem diferentes no tempo presente. Mas - feliz ou infelizmente - a gente não tem controle sobre a totalidade da nossa vida e isso e, no fundo, é bom.

É interessante defrontar-nos com o nosso limite. Isso acaba fazendo perceber até onde podemos ir, por onde podemos ir e entender as vezes o rumo da nossa vida nas circunstancias da vida que estão longe do nosso alcance controlar.

Dias atrás, enquanto conversava com o um amigo, percebi que eu na verdade eu tenho vivido concorde a um ditado indiano que passei a apreciar muito desde o momento que o ouvi. O tal ditado diz: "Quem é o cego, o homem que não pode ver um mundo novo".

Eu estou cego ou estava ficando cego. A vida - de fato - não precisa concorrer de acordo com tudo que eu desejo. Se assim fosse, as surpresas da vida e tudo aquilo que está fora do nosso controle perderiam o seu sentido de existir e, a nossa vida, caminharia dia a dia para o tédio.

Percebi então que, antes, interessa tentar fazer o melhor daquilo que - na minha vida - está ao meu alcance controlar. A partir daí, perceber que um mundo novo está sempre a minha frente, eu só preciso estar de olhos abertos para enxergá-lo.

5 commenti:

Pollyanna { 3 de janeiro de 2009 21:47 }
bom mesmo é saber que a gente sempre pode agir diferente. entende?
nao tem nada de metódico... a gente vive como pode, as vezes como deve...

beeijos luifel!!
Thyago David. { 3 de janeiro de 2009 22:15 }
Concordo com você rapaz,
sempre queremos algo mais né?
sempre queremos ter em mãos tudo, vida nossa e até dos outros.
O bom é exatamente isso, descobrir nossos simites e superalos.

Abra os olhos moço,
depois dessa leitura erei abrir mais os meus.. ;]

Obrigado pelo comentário lá no meu espaço.. o seu é muito bom também.
Retorne mais vezes por lá. farei o mesmo.

Feliz 2009!
Abraço
[ rod ] { 4 de janeiro de 2009 12:59 }
Coincidência ou não de cegos falei lá no dogMas... e diante do lido devo dizer que é preciso, certas horas, estar cego ao nós mesmos e enxergar o todo.

Abçs meu caro e feliz 2009 pra ti.




Novo Dogma:
ceGo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/
PULCRO { 4 de janeiro de 2009 23:17 }
Cada dia que começa já um mundo novo. Cada despertar do dia já é um convite para a descoberta deste mundo.
Abração pra ti e uma ótima semana.

Pulcro.
carla m. { 5 de janeiro de 2009 02:24 }
Luifel, parece que as coisas mudaram muito por aqui enquanto andei imersa na minha vida.

o Layout novo tá maravilhosos!

Sobre estar cego, acho que as gentes sofrem disso. Mas uma hora se desperta. O importante é perceber que o mundo novo é nosso, realizável pelas nossas atitudes.

Gandhi tem uma frase que me serve de inspiração, está num grande adesivo na entrada da minha casa: "Seja a mudança que deseja ver no mundo."

O mundo que eu quero sou eu.

beijocas!!! e feliz ano novo, com alma nova!!!