Notas perdidas no passado...


"Vai perguntar aos seus amigos onde estou, esse é o meu segredo todo meu..."

(Bebel Gilberto, Mensagem com Batom)


É um jardim vivo de lembranças. Não consigo esquecer cada segundo desse tempo, parece que foi ontem, mas faz tanto tempo e passou, tão longe ficou, mas estã tão perto porque está no coração. 

[...]
.
O tempo, remédio para todas as causas construiu uma imagem que certamente deve ser irreal dos fatos, mas prefiro ver sob essa lente do que a verdade. A verdade talvez não é tão bonita quanto o que vejo, o que guardei com tanto anelo, mas a gente as vezes gosta de se enganar ou, sei lá, viver de verdade inventada.
.
[...]
.
Os fatos, a memória modela a seu gosto, doce ou amargo, mas eu, optei por enxergar até os momentos mais amaros com pitada de açúcar e um poquinho de canela, pra deixar aveludado, sei lá, com cheirinho bom...

[...]

Eu olho, olho sempre pela janela e vejo sempre coisas que me agradam. Gosto de ficar na janela vendo o sol nascer ou a noite chegar...nessa cidade...de sonhos, pensamentos, desejos ocultos e explicitos, castelo de cartas em ruínas, ou a bancarrota do destino?

14 commenti:

[ rod ] ® { 7 de maio de 2010 12:01 }
Não se pode prever o fim de uma saudade ou o retorno de uma lembrança, mas meu caro... podemos decidir fazer destas 'dores' pérolas como esta sua. Abs e bom retorno!
carla m. { 7 de maio de 2010 22:47 }
Benvenuto!!!
E que sejam as notas cada vez mais doces e com cheiro bom, hehe!
♥ Cαmilα Girαssol { 11 de maio de 2010 20:17 }
Ai a saudade é gelada, mesmo que as vezes seja docinha, com o tempo ela vai amargando.

Lindo mesmo seu texto.
Espero que fique e poste sempre.


BeijOcas
Hélder { 16 de maio de 2010 00:37 }
É legal achar algo que escrevemos há tempos atrás. E são notas bem feitas, não precisam ser desenvolvidas. São notas porque só isso é o necessário.

Gostei de todas, principalmente da segunda.

Isso mesmo! Tô de volta!
Abração!
Raphael { 27 de maio de 2010 01:05 }
São notas interesantes.
FOXX { 9 de junho de 2010 12:10 }
lindo!
O Matuto { 5 de julho de 2010 04:51 }
sabe aquele texto que você diz: "eu queria ter escrito"...
foi esse um deles que eu catalogo na minha coleção de textos próprios que não são meus...
PULCRO { 24 de julho de 2010 16:38 }
Quanto tempo que não passo por aqui.
Abração,
Pulcro.
http://pulchro.blogspot.com/
Tudo ou nada ... { 3 de agosto de 2010 22:28 }
Da nossa vida fazemos o que queremos, mas dos nossos sentimentos somos escravos
abração
Tica { 20 de agosto de 2010 12:04 }
Bonito!
Thiago { 4 de novembro de 2010 14:17 }
Luis, saudade é insubstituível.
PULCRO { 24 de dezembro de 2010 09:16 }
Feliz Natal!
PULCRO.
Clecia { 10 de junho de 2012 17:17 }
Olá! Tudo bem? Faz tempo que não passo por aqui, mas hoje reesolvi visitar os blogs dos amigos para matar a saudade. Seu cantinho é sempre agradável e eu adorei ler este post. Bjos!
Dentro da Bolha { 2 de abril de 2014 20:08 }
Sonhar, imaginar, acreditar, gostar; que sensação bom, que sensação de aconchego. As lembranças nos permitir continuar pensando e acreditando que vale a pena... pelo menos por uns segundos.

dentrodabolh.blogspot.com